Luberon: escolha uma vila para chamar de sua

menerbes
{Ménerbes: estrela de Um Ano na Provence}

 

Digo sem medo de errar: quem tem só um fim-de-semana na Provence tem que rumar pro Luberon. O charme daquelas vilas de montanha (e mesmo das “térreas”) é a essência desse recanto francês.

Não rodei por todas elas, mas estive em várias (o que é ótimo, assim nem preciso inventar motivo pra voltar). E deixo aqui meu testemunho sobre cada uma. Escolha as suas. Sem esquecer de se deixar levar às outras quando se perder pelas estradas do caminho.

 

Cavaillon

Melões cheirosos, doces e rosados por dentro. É disso que mais lembro. E eles são o símbolo de Cavaillon. Ali fica também a sinagoga mais antiga da França, do século 14 e reconstruída no século 18, um dos últimos exemplares do barroco provençal. Simplória mas por isso mesmo charmosa, por dentro. Procure a pâtisserie e chocolaterie Étoile du Délice pra provar os melonettes – pedaços da fruta cobertos com chocolate.

 

Oppède-le-Vieux

placas

Essa é das que mal estão nos mapas, mas que cruzou meu caminho numa das bobeiras que dei a caminho de Ménerbes. (Mais tarde, quando vi o filme Um Bom Ano, fiquei bem feliz de ver a plaquinha pra Oppède aparecer na tela, no momento em que o Russel Crowe pára na mesma encruzilhada em que estive e liga pra secretária querendo se achar). A parte velha da cidade é abandonada: você deixa o carro ao pé das ruínas e sobe o resto caminhando. Lá em cima há uma igreja e um castelo do século 13. No topo, o visual dos vales do Luberon é a definição perfeita de quietude.

 

Bonnieux

bonnieaux

Junto a Ménerbes e Gordes, compõe o trio parada dura de vilarejos no topo de colinas. Há os predinhos de pedra construídos nas encostas, alguns vestígios da muralha antiga e o Terraço, mirante com uma vista linda do vale, com muita mata fechada. É inspirador. Ali fica também uma prova de que na Provence qualquer bobagem cotidiana (e deliciosa) é cultivada com requintes de arte: um museu dedicado à arte da boulangerie (panificação).

bonnieaux casa

 

Ménerbes

Foi onde Peter Mayle morou enquanto escrevia o best seller Um Ano na Provence. Picasso também morou ali, em 1946. Além de ter mais um museu de tema adorável, o do Saca Rolha, é um bom lugar onde procurar uma pousadinha simples, uma das chambres d’hotes, montadas em casas de locais, porque há grande chance de ela mostrar um panorama inesquecível pela janela. Uma delas, a fofa Les Pereilles, com só 5 quartos, é de propriedade de Didier Andreis, que teria inspirado um personagem do livro de Mayle (as diárias estão na casa dos 100 euros, pra casal).

les pereilles
{Foto do site da Les Pereilles}

 

Gordes

luberon

O barato é caminhar pelas calades  – as vielas de pedra, às vezes em degraus, com uma calha de cada lado –, notar as arcadas das casas antigas, o cheiro de pão quente vindo das boulangeries, o burburinho nos cafés. Algumas  lojinhas de artesanato e, claro, os mercados de rua, dão um colorido a mais (como se precisasse de mais alguma coisa, com aquela paisagem). No ponto mais alto da vila tem um castelo que virou museu. No verão, fique ligado, rolam uns concertos ali. É de Gordes que se vai até a absurda paisagem dos campos de lavandas (floridos só no verão)  da Abadia de Sénanque.

 

Roussillon

Vila toda feita de casinhas coloridas pelo ocre amarelo, laranja, ouro ou cor de vinho (misturas de argila com óxido de ferro) achado nas minas das colinas (foto abaixo) ao redor. O lugar dá fotos belíssimas àquela luz dourada, suave, do entardecer (aliás, o que não dá boas fotos nessa hora do dia?)

ocre roussilon

 

Lourmarin

Não fui!😦  Mas sei que é onde Camus está enterrado. E onde fica um chambres d’hotes de sonho, queridinho das revistas de decoração: o Villa Saint Louis. Funciona num casarão do século 17 com um jardim de babar, onde pode ser servido o café-da-manhã (incluído na diária honestíssima, na casa dos 70 Euros, para cada um dos cinco quartos de casal).

Villa Saint Louis Lourmarin
{Foto do site da Villa Saint Louis}

Tags: ,

19 Respostas to “Luberon: escolha uma vila para chamar de sua”

  1. Na Provence com a Claudia Carmello | Viaje na Viagem Says:

    […] Escolha uma vila para chamar de sua […]

  2. Angie Says:

    Que dica ótima o Villa Saint Louis!!!
    Um site que eu gosto bastante para achar lugares charmosos para ficar na França é o Fleurs de Soleil. Mas vou ficar antenada no seu site para novas dicas🙂
    http://www.chambresdhotes-fleursdesoleil.fr
    Beijos, Angie

  3. Angie Says:

    E esqueci de dizer: na regiao, outro passeio que a gente adorou foi Gorge du Verdon. O canyon pode ser visto do lado esquerdo (usando a D71) ou do lado direito (usando a D952). Nós fomos pelo lado esquerdo e voltamos pelo lado direito, e o lado esquerdo foi definitivamente nosso favorito!
    Adoro a Provence também!!! :-)))
    Beijos, Angie

  4. Marcie Says:

    Que delícia de post! E adorei o princípio que você segue e que eu, sem saber, sempre segui. Adoro pegar o carro e me perder por aí, ficando em pequenos B&B, fazendo comprinhas nas feiras e sem muita pressa de chegar a lugar nenhum. Seu post, devidamente favoritado!

  5. Ricardo Freire Says:

    Querida, o blog tá bárbaro! Aaaadorei o tripé sustentabilidade-experiência-slow. Beijão e sucesso! (Linkei lá no blog, cê viu, né?)

  6. Wander Says:

    Claudia :
    Oba ! descobri seu novo blog : que boa surpresa ! Lindo, lindo e com muitas informações uteis prá nós viajeiros. Compartilho de suas idéias e modo de viajar. Já tá salvo nos favoritos. Parabéns.

  7. Lu Malheiros Says:

    Claudia, cheguei até aqui pelo post no VnV. Que delícia de blog, parabéns! Já está nos meus favoritos! Um abraço,

  8. Claudia Carmello Says:

    gente amiga, bem-vindos!!!! Obrigada pelos votos de boa sorte, pelos comentários e pela presença. Angie, site anotado. Riq, brigadíssma pela propaganda e carinho. Voltem sempre! Bejos

  9. Claudia Carmello Says:

    ah, Angie: quando estive lá não deu pra ir ao Gorge du Verdon, mas queria muito ter ido. Incluído na wish-list agora que você falou dele. Abraço

  10. Claudia Carmello Says:

    Marcie: você é a segunda pessoa aqui no blog que fala do “pegar o carro sem rumo”, e sabe que é uma coisa que tô precisando fazer mais, digo, literalmente? Aqui, em casa, sair de Sampa de carro ir ” indo”. Já tô com umas caraminholas aqui na cabeça… pra fazer e depois contar aqui no blog. ;o)

  11. Juliana Amorim Says:

    bom te encontrar de novo Claudia!
    Aproveitei suas dicas de hotel quando fui para Santiago e queria te agradecer. Fiquei no VilaFranca e e a dona, a Gloria, estava tentando se comunicar com vc, para agradecer sua recomendação (desinteressada,como ela mesma disse) Agora vou te acompanhar pela Provence , aliás já estou com vontade de ir!

  12. Claudia Carmello Says:

    Oi Juliana! Pois é, preciso fazer alguns posts de Santiago aqui pra retomar aquele “perguntódromo” bacana que rolava lá no ex-blog, né? Vou dar um jeito. Mas antes, tem muita viagem bacana pra contar. bejo

  13. Juliana Amorim Says:

    Super super! Estamos na sua cola! abraço

  14. Nathalia Says:

    Oi estou encantada com o seu site. Viajo ano q vem para a Provence, em junho, e a cada minuto fico mais perdida com o roteiro que devo seguir. Passarei 9 dias e nao sei por onde começar e queria mt conhecer a Cote D’azur tambem. Vc tem alguma sugestao? O que eu nao posso deixar de ver? Nesse tempo da pra fazer tudo isso?
    Muito obrigada por ajudar e confundir mais ainda minha cabeça. Nathalia

  15. Deise Says:

    Claudia, adorei seu blog.
    Estou querendo me hospedar na Villa Saint Loius, mas não consigo contato. Mandei e-mail em inglês. Será que eles não respondem? Tens algum e-mail direto?

    Grata

  16. Sergio Lima Says:

    Olá Claudia. Entrei no seu blog pela dica do Ricardo Freire. Parabéns. Muito bom. Muito bem escrito.
    Olha, estamos planejando uma viagem pra Provença em meados de junho e queria saber um pouquinho mais sobre este hotel que você ficou. Hoje, em qual dos dois você ficaria, no Le Peirelles ou no Villa Saint Louis? Melhor, em que cidade você ficaria como base: Ménerbes ou Lourmarin?
    Aguardo sua dicas.
    Abs.
    Sergio Lima

  17. Karina Klinger Says:

    Olá Claudia, tudo bem?

    Preciso falar com vc sobre Itália

  18. Cristianne Sampaio Says:

    Olá Claudia,
    Pesquisando sobre Provence na internet achei seu blog. Adorei a maneira como aborda os temas…parabéns pela sensibilidade e amabilidade com as pessoas que vem aqui buscando suas dicas…
    Estamos planejando ir em julho mesmo para Provence. Somos eu, meu marido e nossa filha de 3 anos e meio que é nossa companheirona de viagem, já esteve no final do ano passado, num frio de lascar!, conosco em Paris, Alemanha, Itália (Roma e Toscana) e curte muito viajar. A duvida é: eu encontro fácil hospedagem para um casal e uma crianca dessa idade na Provence e também na Cote d´Azur (seguiremos prá lá depois de Provence)?
    Obrigada pela atencao! Grande beijo, Cris

  19. Sergio Lima Says:

    Olá Claudia.
    Passaram-se dois anos e não fui pra Provença. Estou pensando em ir agora entre o dia 2 e o dia 16 de outubro. Como é nesta época? Chove muito?
    Abs.
    Sergio Lima

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: