Mnemba Island: a grande extravagância

Mnemba brinde

Conhece aquela política do “eu mereço”? Em viagem, somos particularmente vulneráveis a ela.

Você vê aquela massagem carérrima no spa do hotel que você jamais pagaria se fosse na sua cidade e diz: “ah, eu mereço”. Foi no restaurante e salivou pelo menu degustação que custa o dobro do que você estava disposto a pagar por aquela refeição e acaba cedendo: “ah, eu mereço”.

Pois no meu caso, depois dessa estadia de 2 dias em Mnemba Island, a mais linda e exclusiva ilha da Tanzânia (possivelmente de toda a África Oriental), considero que já gastei a política do “eu mereço” pelos próximos 10 anos.

A ilha é um atol a 20 minutos de barco de Zanzibar, do tamanho de 20 minutos de caminhada (o que se leva para dar a volta inteira nela a pé), com apenas um hotel dentro: 10 bangalôs que eu só poderia descrever como… hum… melhor você ver com os próprios olhos:

Mnemba banda

Mnemba varanda

Mnemba Island Lodge

Ela é circundada por uma barreira de corais que, além de fazer a festa dos mergulhadores, faz a cor do mar ser de um turquesa brilhante que jamais vi igual. A água é um degradê que começa no transparente, passa ao azul-bebê, depois ao turquesa-Mnemba até o azul escuro.

Mnemba mar

Nos arredores da ilha dá pra ver golfinhos e baleias (é, mas nós não vimos). E debaixo do mar é lindo (se bem que não achei mais lindo do que o mergulho em Los Roques).

Mnemba CoraisJPG 

Na volta do mergulho (todos, de snorkel e autônomo, estão incluídos na diária, assim como os equipamentos, o barco e o instrutor), o mais matador é o barqueiro te deixar de volta na sua cabana, isolada, metida no mato e longe do campo visual de qualquer outro hópsede (mas da cama você vê o mar).

Mnemba vista mar

Daí a rotina é essa: da cama pra varanda, depois pro mergulho, depois pra cabana de praia logo em frente ao seu bangalô:

Mnemba praiaJPG

De vez em quando você topa com um dos antílopes anões que povoam a ilha (apelidamos ele de mini-bambis):

Mnemba minibambi

E quando dá na telha você vai comer.

Todas as refeições são incluídas na diária, tem lagosta toda noite, o frigobar é liberado (e você escolhe tudo o que quer colocar ali, de tônica a uísque e champanhe) e tanto café quanto almoço ou jantar têm hora pra começar mas não pra acabar. 

Mnemba tomates

Mnemba almoço

Mnemba sobremesaJPG

O jantar é servido sempre na praia, com as mesas na areia e rodeadas por tochas. Sua única preocupação é checar o cardápio na lousinha do restaurante toda manhã e dizer se você quer comer aquilo, quer trocar alguma coisa, ou até mesmo, se quer trocar todas as coisas. E avisar se vai querer o jantar numa mesa exclusiva em frente à sua cabana.

Mnemba cardápio

(Pra você ver como são as coisas… Presenciei um casal de canadenses pedindo ao garçom para trocar todo o menu do jantar – esse aí da foto acima – por cheeseburger e fritas! Não, não estou mentindo).

O que mais? Bem, agora vou ter que falar o preço, obsceno: 2500 dólares o casal. Calma, minha gente, eu não fiquei milionária. Digamos que foi um exagero na política do “eu mereço”, aliado à política do “eu TENHO que conhecer isso” (a carreira de jornalista de turismo é uma desculpa perfeita) e, claro, graças também a um milagre chamado “cotas da lua de mel” (queridos amigos, eu amo vocês!).

Vale esclarecer também a grande parcela de culpa que o Riq tem nisso, exaltando sua experiência no Mnemba anos atrás (com direito a cunversê com Emma Thompson).

Pois bem, a pergunta que eu sei que você quer me fazer nesse momento:

Vale a pena tomar essa facada pra ficar no Mnemba Island?

Mnemba chegada

Ao que eu responderia: 

De fato, não há comida, bebida, serviço ou mergulho sensacional que possa valer, somados, 2500 dólares. Se você não consegue abstrair essa conta, esqueça. A grande questão do Mnemba é a experiência da exclusividade. Claro, se você é a Emma Thompson, isso é essencial.

E se você não é, pense assim: onde mais você poderia se sentir numa ilha deserta, dentro da cabana mais charmosa do planeta, toda feita de palha, toda aberta, ouvindo o som do mato, e com todo o conforto e a mordomia e a autenticidade que puder imaginar? Onde mais cair da cama para um mar de sonho desses, sem encontrar nenhuma pessoa no meio do caminho?

Mnemba Island Lodge
{Essa foto, assim como a do banheiro, são divugação; as demais são minhas}

Eu não me arrependo. E, inclusive, já estou pronta para a próxima mochilada – ou seja, uma experiência dessas não vai te transformar necessariamente numa perua irremediável. :) 

Mais sobre Zanzibar:

Você sabe que está em Zanzibar quando…

Prazer, meu nome é turista

Primeira impressão de Stone Town – os massais

O fitness center mais simpático do mundo

10 prazeres de se hospedar num hotel sustentável

Nungwi ou Matemwe: onde ficar?

Direto de Matemwe: hakuna matata!

 

Tags: , , ,

11 Respostas to “Mnemba Island: a grande extravagância”

  1. Mari Campos Says:

    Lindoooo! Quando viajamos, acho que a politica do eu mereco eh super valida – sobretudo em datas especiais, como aniversario ou lua-de-mel. E tambem sou do tipo que vai do luxo ao low cost numa boa, sempre se divertindo :mrgreen:

  2. CarlaZ Says:

    Eu adorei! Fiquei fazendo planos de quando poderei ir…
    Acho que a gente merece sim um luxo de vez em quando…só não pode se acostumar…porque senão fica muit caro!
    Mas dá pra equilibrar…eu sempre penso na média.

    Mas voltando…maravilhoso esse lugar! Não é a toa que vc contava os dias pra chegar lá.

    Beijos

  3. Ernesto Says:

    Lembranças inesqueciveis, até o fim da vida? não tem preço!

  4. Patricia Says:

    Claudia,

    Mnemba de fato é lindo pelas fotso que voê mostra aqui.
    Seu Blo é fantástico, mas estou procurando você, melhor dizendo caçando por conta de tres publicações suas no viaje aqui da Abril, que simplesmente sumiram.
    Vou para o Chile, para viver exatamente 48 horas, e fiquei toda feliz quando achei suas publicações, mas como ainda não tinha fechada, somente favoritei as matérias. Qual não foi minha surpresa elas sumiram.

    O que houve? Como faço para conseguir esse roteiro maravilhoso criado por você?

    Beijos

  5. Riq Says:

    Uhuuuuuu! Que saudades! E quando eu fui minha câmera (pré-digital, mas já semi-eletrônica, com aquele filme Advantix) pifou e fiquei praticamente sem fotos!

    Soube se Emminha (olha a intimidade) continua dando as caras por lá?

  6. Claudia Carmello Says:

    Hi, sabe como é, Riq, o povo lá não gosta de falar nesse assunto, “celebridades”. Agem como se aquilo ali fosse o lugar mais despretensioso do mundo. Agora, admito: imaginava que os outros hóspedes se pareceriam todos com Brad Pits e Gisele Bündchens. Mas acabei achando todo mundo bem mortal😉

  7. Marina Valle Says:

    Clau,

    Aqui é a Marina (vídeos do Viajeaqui, lembra?).
    US$ 2.500 duas noites?
    Como e onde você organizou suas cotas de lua-de-mel? Me caso em Maio, quero armar isso.

    bjo.

  8. gi Says:

    Olá,
    Acabo de descobrir o seu blog… e adorei! Devo viajar em breve para Zanzibar e achei a sua partilha de experiências muito enriquecedora. Gostaria também de sugerir-lhe (se ainda não conheçe) uma visita a Moçambique, as várias ilhas que existem cá também são maravilhosas, nomeadamente a de Matemo e medjumbe no arquipélago das Quirimbas e a de Bazaruto no arquipélago de Bazaruto. Acredite… vale mesmo a pena visitar!!!!
    Falo por experiência….😉

    Parabéns pelo seu blog
    Gi

  9. brisacosta Says:

    esqueceu de colocar o nome do hotelll

  10. Lígia Says:

    Bom dia Cláudia
    Gostaria de saber tem tem algum passeio que saia de Zanzibar para essa ilha, para passar apenas algumas horas.
    Obrigada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: